top of page
  • Foto do escritorRochelle Affonso Marquetto

O que é terapia neural: vantagens, para quem serve e como funciona


O que e terapia neural


Você sabia que sua saúde e bem-estar podem ser influenciados diretamente pelo seu sistema nervoso? Fascinante, não é mesmo? Pois bem, essa é a essência da terapia neural, um método alternativo de tratamento que segue exatamente essa ideia.


Nascida na Alemanha nos anos 1920, a técnica tem como peça-chave a aplicação de um anestésico local, que serve para aliviar a dor e estimular a recuperação de vários problemas.


Sabe aquela dor crônica que te incomoda há um tempão? Pois é, a terapia neural pode ser o caminho para aliviar esse desconforto e trazer equilíbrio ao seu sistema nervoso.


Agora, não é incrível pensar que o seu sistema nervoso, algo tão complexo, exerce essa função? Fica claro que o cuidado com ele é fundamental.


E mesmo que o tema pareça um pouco confuso agora, vamos explicar tudo detalhadamente, para que você entenda como funciona, quais são as vantagens e até para quem serve esse tratamento.



Como a terapia neural funciona na prática?


Bem, é mais simples do que você deve estar imaginando. Pense em pequenas injeções de um anestésico local sendo aplicadas em pontos específicos do seu corpo. Estes pontos são conhecidos como "campos de interferência".


Mas, "o que são esses campos de interferência?". Eles são locais onde você já sofreu algum trauma, como cicatrizes, glândulas, áreas inflamadas ou locais de dor crônica. Sim, são lugares que podem estar perturbando a comunicação entre seus nervos.


Ou seja, esses "campos de interferência" atrapalham a função saudável do seu organismo. Portanto, ao injetar o anestésico nesses pontos, a terapia neural visa redefinir a memória celular dos nervos, permitindo que a cura ocorra.


Não se preocupe, pois, os anestésicos utilizados são administrados em doses baixas apenas com a orientação de um profissional especializado.



Para quem serve a terapia neural?


Na verdade, a terapia neural pode ser utilizada por uma grande variedade de pessoas. Sua abrangência é impressionante e pode ser útil para uma ampla gama de problemas de saúde, como:


  • Dor crônica

  • Enxaqueca

  • Dor ciática

  • Artrite

  • Distúrbios digestivos

  • Problemas de pele

  • Distúrbios do sistema nervoso

  • Doenças autoimunes


Contudo, aqui vai um lembrete: assim como qualquer tratamento, a terapia neural não é uma solução única para todas as pessoas. Cada corpo é um universo particular e responde de maneira diferente aos tratamentos. Portanto, é essencial conversar com seu médico antes de iniciar qualquer novo método de tratamento.


Um estudo feito pela Sociedade Turca de Medicina Física e Reabilitação avaliou os efeitos da terapia neural em pacientes diagnosticados com fibromialgia. Os resultados mostraram que a técnica foi eficaz na redução da dor, da depressão, da ansiedade e na melhoria da qualidade de vida e estado funcional dos pacientes.



Quais as vantagens da terapia neural


Agora vamos falar sobre uma das belezas da terapia neural: sua natureza minimamente invasiva e como ela se integra bem com outros tratamentos médicos. Ou seja, a terapia também se encaixa como um “novo jogador” entrando em campo para se juntar aos tratamentos que você já segue, complementando e potencializando seus resultados.


Mas a técnica vai além, pois também visa tratar a causa subjacente da doença, não apenas aliviar os sintomas. É como se, em vez de simplesmente apagar o incêndio, ela estivesse investigando por que o fogo começou em primeiro lugar. Esse foco, em última análise, leva a uma recuperação melhor e mais duradoura.


Então, quando pensamos nas vantagens da terapia neural, estamos olhando para um método de tratamento que se encaixa harmoniosamente com outros tratamentos, e que também se esforça para resolver à raiz do problema.



Efeitos e contraindicações


Assim como outros tratamentos, a terapia neural também tem suas nuances e pontos de atenção. Embora seja considerada minimamente invasiva, ainda podem surgir efeitos colaterais associados.


Por exemplo, há pessoas que sentem uma leve dor no local da injeção, mas isso é bastante normal. Entretanto, em casos raros, os efeitos são mais sérios, como reações alérgicas ao anestésico local. Por isso, é tão importante falar abertamente com o psiquiatra ou psicólogo sobre qualquer sintoma que você possa experimentar.


Além disso, existem algumas situações em que a terapia neural pode não ser a melhor opção. Se você tem uma alergia conhecida aos anestésicos locais utilizados, está grávida, tem condições cardíacas graves ou determinados distúrbios do sistema nervoso, é fundamental conversar antes com o profissional de saúde.


Lembre-se de sempre discutir todas as suas preocupações ou condições médicas preexistentes antes de considerar qualquer método ou tratamento.



Considerações finais


E chegamos ao final do nosso artigo. Como vimos, a terapia neural tem como objetivo principal aliviar a dor e trazer a cura ao regular o funcionamento do sistema nervoso. Ou seja, ela fornece equilíbrio e a melhora rápida da dor, além de vários outros benefícios.


Como visto, é uma excelente complementação para quem sofre com dores crônicas, enxaquecas e traz um excelente custo benefício para os pacientes.


Na Pontual Psiquiatria, priorizamos a medicina moderna e integrativa, pensando na cura completa do ser humano. Portanto, se você ainda tem dúvidas se essa abordagem é para você ou algum ente querido, entre em contato agora com a nossa central de atendimento.





569 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page