• Redator | Pontual

Guia depressão - Como diferenciar Depressão de Tristeza?

Atualizado: 17 de Nov de 2020

Entenda quais são as diferenças entre tristeza e depressão, os principais sintomas e tipos de depressão, alguns números do Brasil e do mundo e formas de como buscar ajuda no caso de sintomas.


Dados da depressão no mundo


Considerada como a primeira causa de incapacidade do mundo, a depressão é o transtorno psiquiátrico mais comum em todas as faixas etárias. São cerca de 850 mil mortes por suicídio por ano no mundo, o que a põe como a 2° colocada em carga de doenças crônicas no planeta.



São estes e outros tantos dados que nos colocam em alerta para os sintomas que muitas vezes podem ser deixados de lado ou até mesmo confundidos com tristeza.




Fonte: Pixabay


Por isso, no post de hoje vamos te trazer um parâmetro geral do que é a depressão, seus tipos, além de como diferenciar a depressão de tristeza e saber quando procurar ajuda.


Vamos lá?





O que é depressão


De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a depressão é um transtorno comum, porém muito sério que interfere na vida diária, na capacidade de trabalhar, dormir, estudar, comer e aproveitar a vida de um modo geral. É causada por fatores genéticos, biológicos, ambientais e psicológicos.


Ainda de acordo com eles, a depressão tende a vir através da genética da família, mas também pode ocorrer em indivíduos sem histórico familiar do transtorno. Os sintomas podem se diferenciar de pessoa para pessoa, bem como a gravidade, frequência e duração.


Como diferenciar depressão de tristeza?


Sabemos que os sintomas de depressão e tristeza são muito parecidos. Por exemplo, a morte de um ente querido ou até mesmo uma perda de emprego ou o fim de um relacionamento podem ser difíceis de uma pessoa suportar.


Durante o enfrentamento deste período é normal que sentimentos de tristeza ou de luto se desenvolvam.


Porém, ficar triste não é a mesma coisa que ter depressão. No Episódio Depressivo Maior (Depressão), o humor e/ou interesse (prazer), obrigatoriamente devem estar diminuídos associados a outros sintomas (total de 5 sintomas) para fechar o diagnóstico pelo tempo mínimo de duas semanas.


Estes sintomas estão presentes na maior parte do dia, ou quase todos os dias. Tristeza é um sintoma da depressão, porém apenas tristeza não é diagnóstico de depressão.


Principais sintomas da depressão:


- Humor deprimido (tristeza, vazio, desesperança, choro fácil);


- Diminuição de interesse ou prazer em todas ou quase todas as atividades;


- Perda ou ganho significativo de peso sem estar fazendo dieta (mais de 5% do peso corporal em um mês), ou redução ou aumento do apetite;


- Insônia ou hipersonia;


- Agitação ou retardo psicomotor (sensações subjetivas de inquietação ou de estar mais lento);


- Fadiga ou perda de energia;


- Sentimentos de inutilidade ou culpa excessiva ou inapropriada (que podem ser delirantes);


- Capacidade diminuída para pensar ou se concentrar, ou indecisão;


- Pensamentos recorrentes de morte (não somente medo de morrer), ideação suicida recorrente sem um plano específico, uma tentativa de suicídio ou plano específico para cometer suicídio;


Todos estes sintomas causam um enorme sofrimento considerado clinicamente significativo e prejudicial quanto ao funcionamento social, profissional ou em outras áreas importantes da vida desta pessoa.




Fonte: Pixels




Tipos de depressão


De acordo com a OPAS, um episódio depressivo pode ser categorizado como leve, moderado ou grave dependendo da intensidade dos sintomas. Por exemplo, um indivíduo com um episódio depressivo leve terá um pouco de dificuldade de prosseguir suas atividades, sem grande prejuízos às suas atividades sociais, Já um episódio grave, acarreta o impedimento da pessoa de continuar com suas atividades sociais de trabalho e/ou domésticas.


O site Medley, ressalta que alguns tipos de depressão não necessariamente apresentam sintomas clássicos como tristeza profunda ou desânimo. São eles:


Depressão clássica (ou Transtorno Depressivo Maior)


É responsável pelos sintomas comumente associados à doença, como humor deprimido, tristeza, desânimo, pensamentos negativos, pouco interesse além de alterações no apetite e no peso, perda de energia e sensação de inutilidade. Pensamentos de morte e suicídio também podem ocorrer.


Distimia


É comum em pessoas que desconfiam estar deprimidas mas não apresentam os sinais de depressão clássica mínimos para fechar o diagnóstico. É reconhecido como a “quase depressão crônica”, com humor deprimido por cerca de 2 anos. São reconhecidos como sarcásticos, pessimistas, rabugentos, teimosos, exigentes e queixosos. Além do humor deprimido por 2 anos, pode ser acompanhado de alteração de apetite e sono, baixa energia, baixa autoestima, desesperança e falta de concentração (necessário no mínimo 2 sintomas além do humor deprimido por 2 anos).


Depressão Sazonal


É a também chamada de Desordem Afetiva Sazonal, um tipo de depressão que está relacionada com as mudanças de estação. Começa no outono e se prolonga pelo inverno. Para muitos o frio, chuva e dias cinzentos são sinônimos de sintomas depressivos.


A doença está correlacionada com o tempo de luz, quando existe uma baixa luminosidade há uma quebra na produção de serotonina, produzindo os sintomas depressivos.


Transtorno disfórico pré-menstrual e depressão perinatal


São específicos ao sexo feminino. O transtorno disfórico pré-menstrual é uma tensão pré -menstrual (TPM) grave e intensa que deixa a mulher disfórica (depressão + irritabilidade).


São sintomas cíclicos (ocorrem todos os meses no mesmo período). Está relacionado com o cliclo menstrual, quando ocorre pela baixa do estrogênio que antecede a menstruação.

Já a Depressão Perinatal ocorre durante a gestação ou em até 12 meses após o nascimento do filho.


Pode afetar a relação de mãe e filho, não sendo um sentimento de culpa da mãe e sim alterações biológicas e psicológicas provocadas por esta situação. É importante diferenciar a depressão perinatal da tristeza pós parto (Blues). O Blues ocorre em 85% das mães, é uma condição transitória e começa nos primeiros 2 e 4 dias de vida do bebê, dissipando-se na segunda semana de puerpério em 80% dos casos. Cerca de 20% evolui para Depressão pós parto.


Depressão psicótica


A depressão pode evoluir com sintomas psicóticos, o que a transforma em Depressão Grave com Sintomas Psicóticos. Os sintomas são de alucinações, falsas crenças, delírios de culpa, ruína, pobreza ou doença.


Depressão Bipolar


É um desafio identificar a Depressão Bipolar, já que o diagnóstico muitas vezes é retrospectivo. O Transtorno de Humor Bipolar (THB), é reconhecido como um transtorno de humor que inclui episódios depressivos e mania/hipomania.


Na diferenciação de depressão unipolar (depressão maior) da Depressão Bipolar, há alguns indícios que nós fazem pensar para Depressão Bipolar, como, por exemplo, hipersonolência, aumento de peso, depressão puerperal, histórico familiar de bipolaridade, piora dos sintomas depressivos ou aumento de irritabilidade/euforia com o uso dos antidepressivos convencionais. Também, e principalmente, já ter tido episódio mania ou hipomania.


O THB pode iniciar com um episódio depressivo e posteriormente ir para um episódio mania/hipomania. Com isso, se fecha o diagnóstico de que todos os Episódios depressivos foram Bipolares e não Unipolar como havíamos pensado no início.



Quando procurar ajuda


Segundo o site Vittude, a depressão está entre os transtornos mentais mais tratáveis. Cerca de 80% a 90% das pessoas que procuram tratamento acabam reagindo de modo positivo ganhando alívio de seus sintomas.


É preciso que antes de qualquer auto diagnóstico se procure um tratamento através de um médico psiquiatra ou um psicólogo que devem realizar um diagnóstico completo através de uma entrevista ou até mesmo um exame físico.


Toda essa avaliação é feita para identificar sintomas específicos, histórico médico e familiar, fatores culturais e fatores ambientes para chegar a um diagnóstico .



Nossa Plataforma pode facilitar sua busca por um psiquiatra especializado em causa de depressão que atende aos requisitos para atendê-lo (a)!


Nos chame pelo número abaixo que estaremos prontos para melhor recebê-lo!


36 visualizações0 comentário
CTA-whatsapp-bt-500x.png