top of page
  • Foto do escritorRochelle Affonso Marquetto

Crise de ansiedade: como controlar e tratar esse problema


como tratar crise de ansiedade

Como saber se você sofre com a crise de ansiedade? Bom, essa é uma dúvida muito comum, e já adiantamos que não é uma tarefa fácil diferenciar uma crise real de um eventual estado ansioso.


Para tanto, é importante entender que existem reações emocionais intensas e desproporcionais a uma situação de estresse, medo ou preocupação.


Quando essa reação se manifesta por sintomas físicos e psicológicos, podemos falar de uma possível crise de ansiedade, geralmente marcada por fatores, como:

  • taquicardia;

  • falta de ar;

  • tremores;

  • suor excessivo;

  • sensação de sufocamento;

  • náuseas;

  • tonturas;

  • angústia e medo de morrer.


Mas afinal, como controlar uma crise de ansiedade assim que ela se instala? Vamos falar melhor sobre isso nesse artigo.


Acompanhe!



Como controlar uma crise de ansiedade


O primeiro passo para controlar sua crise de ansiedade é aprender a identificá-la. A crise pode ser considerada como um episódio agudo de sintomas, como angústia, nervosismo, agitação e irritabilidade. Essa condição pode durar cerca de minutos ou até horas, interferindo muito na qualidade de vida do indivíduo.


Se você está passando por uma crise de ansiedade ou conhece alguém que sofra com isso, existem algumas estratégias que podem te ajudar a controlar os sintomas e se acalmar.


Veja a seguir:



Respire fundo e devagar


A respiração é uma forma de regular o ritmo cardíaco e a oxigenação do cérebro. Inspire pelo nariz e expire pela boca, contando até quatro em cada fase. Repita esse exercício até sentir que sua respiração está mais tranquila e que sua frequência cardíaca diminuiu.



Reconheça seus pensamentos negativos e tente substituí-los por pensamentos positivos ou neutros


Muitas vezes, a crise de ansiedade é desencadeada por pensamentos catastróficos ou irracionais, que aumentam o medo e a angústia. Por exemplo, se você está com medo de ter um ataque cardíaco, pense que isso é improvável e que você está apenas tendo uma reação emocional normal. Tente se concentrar em fatos reais e objetivos, que possam te tranquilizar e dar mais segurança.



Faça sessões de psicoterapia


A psicoterapia é um momento valioso, em que você pode contar com o psicólogo ou psicoterapeuta para te ajudar a superar as crises.


O apoio profissional te auxilia a compreender melhor seus sentimentos, pensamentos diante das dificuldades que você enfrenta na vida.


Muito mais que um tratamento, a psicoterapia é um espaço de escuta, acolhimento e respeito, onde você pode se expressar livremente e encontrar soluções para seus problemas.



Pratique a meditação


Meditar é uma prática milenar que pode te trazer diversos benefícios. Entre eles, está a redução dos sintomas da crise de ansiedade.


Segundo um estudo publicado no JAMA Psychiatry, a meditação de atenção plena (mindfulness) pode ser tão eficaz quanto um antidepressivo para o tratamento da ansiedade. Essa técnica consiste em se concentrar no momento presente, sem julgar ou reagir aos pensamentos e sentimentos que surgem.


Outras pesquisas também comprovaram que a meditação pode aumentar a produção de endorfinas, hormônios ligados à felicidade. Portanto, aproveite dessa ferramenta para acalmar o corpo e a mente e regular suas emoções.



Peça ajuda a alguém de confiança


Ter o apoio de alguém que te entenda e te acolha pode ser muito importante para superar uma crise de ansiedade. Ligue para um amigo, familiar ou profissional de saúde que possa te ouvir e orientar. Explique o que você está sentindo e peça para que ele te ajude a se distrair ou a se acalmar. Evite ficar sozinho ou isolado durante uma crise de ansiedade.



Qual a diferença entre crise de ansiedade de transtorno do pânico?


Se você fica confuso ao tentar entender a diferença entre crise de ansiedade e transtorno do pânico, fique tranquilo, pois já vamos te explicar.


Em geral, tanto a crise de ansiedade quanto o transtorno do pânico são dois tipos de transtornos psiquiátricos que se caracterizam pelo estado de medo, angústia ou nervosismo excessivos.


No entanto, é bom saber que o transtorno do pânico é um tipo específico de transtorno de ansiedade, caracterizado por crises recorrentes e inesperadas de medo intenso e pavor, acompanhadas de sintomas físicos semelhantes aos da crise de ansiedade.


Bom, mas como saber qual deles você realmente está enfrentando? Em primeiro lugar, a crise de ansiedade é mais constante e relacionada a situações reais ou imaginárias que geram preocupação e estresse, como um desafio profissional ou um problema familiar.


Já o transtorno do pânico é mais intenso e imprevisível, podendo ocorrer a qualquer momento, até mesmo durante o sono. Os sintomas são bem severos e paralisantes, como:

  • sensação de desmaio;

  • dor no peito;

  • formigamento;

  • despersonalização;

  • tremores;

  • medo de morrer ou de perder o controle.


Outro ponto, é que a pessoa que sofre de transtorno do pânico pode desenvolver agorafobia, que é o medo de lugares lotados ou de difícil saída, como túneis ou aviões. Além disso, pacientes com transtorno do pânico costumam ter um medo persistente de passar por novas crises, o que pode levar a um comportamento de evitação ou fuga de algumas situações.


Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 9% da população convive com algum tipo de transtorno de ansiedade e 1% sofre de transtorno do pânico. Ambos os transtornos podem ser tratados com medicamentos e psicoterapia, sendo fundamental buscar ajuda especializada e apoio familiar.



Como diagnosticar alguém que tem crises de ansiedade


Agora que você já aprendeu dicas para controlar sua crise de ansiedade, é importante saber também como tratar esse problema de forma mais efetiva e duradoura. Afinal, as crises podem se repetir com frequência e prejudicar muito a sua saúde física e mental.

É necessário ter um diagnóstico em mãos, pois essa é a fase que vai te ajudar a entender se você realmente sofre ou não com as crises de ansiedade. Para isso, busque se consultar com um médico ou um psicólogo especializado.


Apenas o profissional da saúde mental poderá avaliar melhor o seu caso e indicar o tratamento eficaz. A crise de ansiedade é um problema sério que afeta milhões de pessoas no mundo todo. Por isso, não tenha vergonha ou medo de procurar ajuda caso você sofra com isso.


A Pontual Psiquiatria conta com uma equipe multidisciplinar e com um ambiente acolhedor para cuidar da sua mente e bem-estar.


Além disso, trabalhamos com atendimento presencial e online para garantir que você tenha o melhor acompanhamento. Entre em contato conosco e agende uma consulta!


1.720 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page