top of page
  • Foto do escritorRochelle Affonso Marquetto

O que é crise de ansiedade: conheça sintomas, causas, diagnóstico e tratamentos.


o que e crise de ansiedade

Você vive inseguro, nervoso, angustiado ou com medo de que algo muito ruim aconteça? Se sim, você pode estar vivenciando uma crise de ansiedade.


É bem verdade que algumas pessoas podem ter crises isoladas, enquanto outras apresentam sintomas recorrentes associados a algum tipo específico de transtorno de ansiedade, como o transtorno do pânico, a fobia social ou agorafobia.


É preciso estar atento a esse tema, pois a ansiedade quando se torna excessiva, frequente e desproporcional à realidade, pode se transformar em um problema grave que afetará sua saúde mental. E é sobre isso que vamos tratar neste artigo.


Acompanhe a leitura a seguir para entender mais sobre sintomas, causas, diagnóstico e possíveis tratamentos para esse problema.



O que é uma crise de ansiedade e como ela se manifesta?


Em geral, as crises de ansiedade são uma resposta do organismo a situações estressantes, que provocam medo, preocupação ou nervosismo extremo.


Não há um fator único que desencadeia uma crise, o que existem são fatores internos e externos que podem contribuir para o seu aparecimento.

  • Fatores internos: traumas, conflitos pessoais, baixa autoestima, perfeccionismo, insegurança, etc.

  • Fatores externos: problemas financeiros, familiares, profissionais, sociais, etc.



Os principais sintomas de uma crise de ansiedade são:


  • taquicardia;

  • sudorese;

  • tremores;

  • pensamentos negativos ou catastróficos;

  • falta de ar;

  • sensação de sufocamento;

  • náuseas;

  • tonturas;

  • dor no peito;

  • medo de morrer;

  • desrealização;

  • despersonalização;

  • pensamentos negativos e obsessivos;

  • inquietude;

  • irritabilidade;

  • dificuldade de concentração; e

  • insônia.


É importante que você saiba que uma crise de ansiedade não é uma doença em si, mas pode ser um sinal de um transtorno de ansiedade, que é uma condição psicológica que requer tratamento especializado.



Como a crise de ansiedade pode afetar sua saúde mental?


Sofrer com crises de ansiedade não é algo fácil, muitos indivíduos passam a evitar determinadas situações devido ao aumento da sensação de medo e insegurança.


A crise também pode atrapalhar nossa capacidade de concentração e dificultar a execução de várias tarefas.


Além disso, fica difícil relaxar e desfrutar de atividades cotidianas devido ao estado de hipervigilância e preocupação excessiva.


Quanto à saúde física, a crise de ansiedade costuma levar ao aumento do ritmo cardíaco e da respiração, por isso alguns pacientes se queixam de palpitações e tonturas.


Outro problema comum é a tensão muscular que se instala após as crises, o que causa também dores de cabeça e fadiga.


E não para por aí, o problema também pode afetar a digestão e causar sintomas como náusea, diarreia e constipação.



Outros problemas comuns que são observados em quem sofre com as crises de ansiedade:


  • Redução da autoestima e da confiança. O indivíduo se sente incapaz, inseguro ou até mesmo inadequado no contexto que vive;

  • Aumento do estresse, que prejudica seu equilíbrio emocional e bem-estar;

  • Surgimento ou agravamento de outros transtornos mentais, como depressão, fobia social, transtorno obsessivo-compulsivo ou transtorno do pânico; e

  • Problemas na vida pessoal, profissional e social, o que dificulta seu relacionamento com as demais pessoas.


Alguns exemplos de situações que podem provocar uma crise de ansiedade são: falar em público, enfrentar um conflito, realizar um teste, viajar de avião ou ficar preso no trânsito.


O importante é que hoje existem diversas opções de tratamento, tanto para quem apresenta sintomas iniciais quanto para quem já convive com a crise a mais tempo.



Quais as opções de tratamento disponíveis para quem sofre com a crise de ansiedade?


Se você apresenta crises de ansiedade pode encontrar diferentes opções de tratamento para aliviar os sintomas e melhorar sua qualidade de vida.


Lembre-se que o tratamento mais adequado dependerá da intensidade, frequência e causa da ansiedade, e deverá ser orientado por um médico psiquiatra.


Uma das opções de tratamento é a psicoterapia, que consiste em sessões regulares com um psicólogo que vai te ajudar a identificar os pensamentos e comportamentos que causam a ansiedade a fim de modifica-los.


Esse é um tratamento que também estimula o autoconhecimento e que te torna mais confiante para a resolução de conflitos emocionais.


Porém, em alguns casos há a indicação de do uso de medicamentos, como antidepressivos ou ansiolíticos, que atuam no cérebro para regular os neurotransmissores envolvidos no humor.


Esses medicamentos sempre deverão ser prescritos pelo médico e usados conforme a indicação, pois podem causar efeitos colaterais e até dependência.


E lembre-se: mais que tratar as crises de ansiedade, as intervenções clínicas também previnem complicações como a depressão e doenças cardiovasculares. Por isso, é altamente recomendado que você procure ajuda médica caso apresente os sintomas mencionados.



Existem medidas naturais que podem complementar o tratamento?


Sim. Uma delas é a prática de exercícios físicos. Segundo uma das pesquisas mais abrangentes sobre o tema, publicada na revista científica Frontiers in Psychiatry, a atividade física pode diminuir em aproximadamente 60% as chances da pessoa desenvolver transtornos de ansiedade.


Além disso, existem outras opções como a meditação e o mindfulness, que podem alterar a estrutura e a função cerebral, aumentando sua resiliência e permitindo que você regule melhor suas emoções.


Também é fundamental manter uma alimentação balanceada e evitar o consumo desregrado de álcool, café e outras substâncias estimulantes.



Conclusão


A crise de ansiedade é um tema de grande importância na área da saúde mental. Ao longo deste artigo, exploramos diversas facetas desse distúrbio, desde seus sintomas e causas, até as estratégias de prevenção e tratamento disponíveis.


É importante lembrar que a crise de ansiedade pode afetar qualquer pessoa, independentemente de sua idade, gênero ou status socioeconômico.



No entanto, para controlar e prevenir essas crises é preciso pensar em uma abordagem holística que inclui hábitos de vida saudáveis, tratamento médico e terapias.


A boa notícia é que a maioria das pessoas que sofrem de crise de ansiedade pode levar uma vida plena e feliz com o devido cuidado e acompanhamento. Então, se você ou alguém que você conhece está passando por uma crise de ansiedade, saiba que há ajuda disponível e nunca é tarde para buscar tratamento.

Se você gostou desse conteúdo, continue nos acompanhando também nas nossas redes sociais, lá postamos tudo que você precisa saber para cuidar da sua saúde mental.




75 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page