top of page
  • Foto do escritorRochelle Affonso Marquetto

Desvendando a Crise Existencial: o que é, causas, sintomas e tratamentos.


crise existencial

Em algum momento você já se sentiu perdido, sem entender qual seu propósito de vida?


Por acaso, já se questionou sobre sua existência e se realmente vale se esforçar tanto para alcançar alguns objetivos?


Algumas questões nos fazem pensar que estamos passando pela denominada crise existencial, mas a questão é:


O que de fato é essa crise? Quais são as causas e sintomas e como eu sei que estou passando por ela?


E ainda, será que existe tratamento?



O que é a Crise Existencial?


Algumas dúvidas profundas, fazem muitas pessoas experimentarem um forte sentimento de angústia e insatisfação. Geralmente, as dúvidas pairam em torno de questões sobre a vida e sobre a existência da própria pessoa.


Alguns eventos, acabam piorando essas dúvidas, como a perda de um ente querido, o término de um relacionamento, um evento catastrófico ou simplesmente o questionamento sobre o que fazemos nesse mundo.


De acordo com a WebMd as crises são comuns na adolescência até a faixa dos vinte anos. No entanto, as dúvidas e pensamentos também podem surgir em outras épocas, principalmente quando as pessoas vão ficando mais velhas e passam a se questionar sobre seus feitos.



A Crise Existencial é uma doença?


A resposta é não. A dúvida sobre as questões existencialistas é na verdade uma fase de transição que pode ocorrer em qualquer momento da vida.


Alguns a enxergam como uma oportunidade de crescimento pessoal, pois ela leva a pessoa a refletir sobre seus valores, crenças e escolhas.


No entanto, se não for bem administrada, acaba se tornando um problema, que gera medo, insegurança e desconforto com o contexto vivido.



Quais as causas da Crise Existencialista?


A crise existencialista é comum e pode atingir qualquer pessoa em qualquer fase da vida. E como dito antes, ele pode ocorrer quando o indivíduo passa por uma fase de transição.


- Mas que tipo de transição pode desencadear uma crise?


Bom, toda vez que passamos por uma fase difícil a qual não conseguimos lidar ou nos adaptar, como o fim de um ciclo, isso pode nos fazer questionar nossos valores, propósitos e nossa própria identidade.


Por isso, alguns indivíduos se sentem frustrados e passam a fazer reflexões profundas sobre o sentido da vida. Reflexões do tipo: “Será que existe um propósito maior? Qual meu papel nesse mundo? Será que realmente nasci para isso?”.


Dentre as várias causas e eventos, podem acontecer:


  • Uma mudança de cidade;

  • Uma mudança na situação pessoal, como divórcio;

  • Um trauma ou um acidente;

  • A insatisfação com expectativas sociais, como a pressão pelo sucesso e produtividade;

  • Problemas familiares, como dificuldade no casamento ou na criação dos filhos;

  • Reflexões filosóficas e questões religiosas sobre o sentido da vida e da morte;


Além disso, a transição também costuma representar a ruptura com nossa zona de conforte e nos faz questionar se estamos seguindo no caminho certo.


Enfim, as crises existenciais podem ser resumidas de forma simples como a busca por significado, satisfação e propósito de vida.



Quais são os sintomas de uma crise existencial?


Há diferentes formas de manifestação de uma crise, dependendo da personalidade e da história de cada pessoa.


Alguns dos sintomas mais comuns são:


  • Sentimento de tédio ou falta de motivação;

  • Dúvidas sobre as próprias crenças, valores e objetivos;

  • Sensação de deslocamento ou alienação em relação ao mundo e às pessoas;

  • Dificuldade para tomar decisões ou assumir compromissos;

  • Ansiedade, depressão, irritabilidade ou apatia;

  • Baixa autoestima ou autoconfiança;

  • Isolamento social ou dificuldade para se relacionar;

  • Busca por prazeres imediatos ou comportamentos de risco;

  • Pensamentos suicidas ou desejo de escapar da realidade.



Como saber se você está passando por uma Crise Existencial?


Não é fácil reconhecer uma crise existencial quando ela ocorre. No entanto, outros sinais muito comuns são: o sentimento de vazio, a perda de sentido ou propósito na vida, a sensação de estar preso ou insatisfeito com a vida atual, dúvidas sobre a própria identidade e a sensação de ansiedade ou angústia ao pensar sobre o futuro.


Além disso, não há uma fórmula mágica para superar as crises existencialistas, mas existem algumas dicas para você passar por esse momento com muito mais tranquilidade e equilíbrio:



Dicas para enfrentar a Crise Existencial


  • Busque se autoconhecer: esse é um processo fundamental para entender o que te motiva, o que te faz feliz, o que te incomoda e o que você quer mudar na sua vida. Faça isso através de terapias, meditação, leitura ou outra atividade que te conecte com sua essência.

  • Expresse seus sentimentos: não guarde suas emoções só para si. Parece simples, mas falar sobre o que você está sentindo te ajudará a aliviar a angústia e a encontrar novas perspectivas. Não tenha medo de compartilhar suas dúvidas, medos e sonhos.

  • Faça algo que te dê prazer: quando estamos em crise, tendemos a nos isolar e a perder o interesse pelas coisas que gostamos de fazer. Faça o contrário, se mantenha ativo em coisas que te façam bem, como praticar um esporte, ouvir uma boa música ou assistir a um filme legal.

  • Busque novos desafios: sair da zona de conforto pode ser uma forma de descobrir novas possibilidades. Experimente fazer algo diferente, como aprender uma nova língua, viajar para um lugar desconhecido, mudar o visual ou se voluntariar em uma causa social.

Além disso, se as dúvidas e pensamentos te levam a desenvolver uma crise existencial, não hesite em buscar ajuda profissional. Como os sintomas costumam atrapalhar muito a rotina do paciente e sua qualidade de vida, pode ser necessário iniciar um tratamento.


Se você quer saber quais são os tratamentos disponíveis para quem passa pelo problema, leia a seguir:



Tratamentos para superar uma crise existencial


Para superar uma crise existencialista, é importante se respeitar e procurar a ajuda de um profissional. Dentre os possíveis tratamentos recomendados, constam:


  • A terapia psicológica, que pode ajudar a identificar e trabalhar com as questões subjacentes à crise existencial, explorar as próprias crenças e valores e desenvolver novas formas de lidar com as emoções e pensamentos;

  • A meditação e o mindfulness, que podem ajudar a acalmar a mente e aumentar a conscientização sobre o presente;

  • A prática de atividades que proporcionem bem-estar e propósito, como hobbies, voluntariado e exercícios físicos.


Apesar de ser um momento difícil e doloroso, lembre-se: a crise existencial também pode ser uma oportunidade de crescimento pessoal e de boas mudanças.



Conclusão


Cada pessoa vai encontrar um caminho único para superar sua crise existencial, mas o mais importante é ter ciência de que buscar ajuda profissional e o apoio de amigos e familiares é a melhor forma de encontrar as respostas que buscamos.


Acompanhe nosso blog para seguir mais conteúdos como este. Estamos também nas redes sociais, é só clicar aqui.



35 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page