top of page
  • Foto do escritorRochelle Affonso Marquetto

Vício em jogo: sintomas, causas e tratamentos.


vício em jogo


O vício em jogo, também conhecido como ludopatia, é um transtorno caracterizado pela dependência total de jogos, sejam eles eletrônicos ou de azar. 


Em geral, jogar é uma atividade recreativa, competitiva e estruturada, com o objetivo de entretenimento.


Apesar de ser uma atividade lúdica importante no desenvolvimento infantil, e uma forma de relaxamento e descompressão para adultos, o excesso pode levar ao vício.


De acordo com uma matéria do G1, estudo realizado pela USP revelou um dado impressionante: cerca de 28% dos jovens brasileiros jogam videogames de forma excessiva, número que ultrapassa a média global.


Existem vários tipos de vício em jogos, sendo os dois mais comuns em jogos de azar e em jogos eletrônicos.


Esse artigo visa esclarecer as principais dúvidas sobre o tema e abordar causas, impactos e tratamentos possíveis.


O que é vício em jogo? Entenda de uma vez por todas!


Os problemas com jogos não escolhem idade, gênero ou classe social. O que começa como diversão pode se transformar em uma obsessão perigosa.


Considerado um distúrbio de controle por impulso, a compulsão leva a atitudes extremas, como acumular dívidas ou cometer atos ilegais por dinheiro.


Além disso, é comum apresentar comportamentos agressivos, isolamento social, mudanças bruscas de humor e diminuição no interesse por outras atividades prazerosas.


O aumento do vício tanto em jogos eletrônicos, quanto em jogos de azar, tem sido uma preocupação crescente.

Primeiro, a facilidade de acesso a jogos online contribui para o aumento do vício, já que a tecnologia permite o jogo 24 horas por dia, 7 dias por semana.


Além disso, a pandemia intensificou o problema, com mais pessoas recorrendo aos jogos durante o período de isolamento social.


A falta de controle e a obsessão pelas apostas, junto a busca constante por recompensas emocionais, também são características para o surgimento do vício.



terapia online

Tipos de vício em jogo, conheça os mais comuns


  • Vício em Jogos de Azar:


Este tipo de vício está associado a jogos de aposta, como os encontrados em cassinos ou sites de apostas ilegais. 


Inclui a necessidade de apostar dinheiro ou objetos de valor, o que muitas vezes traz dívidas e brigas familiares.


Existem vários tipos de jogos de azar, como loteria, rifa, bingo, caça-níqueis, jogo do bicho e jogos de cartas como pôquer e truco.


  • Vício em Jogos Eletrônicos:


Trata-se do comportamento de jogar videogames por longas horas, independentemente de incluir trocas monetárias. 


Muitas vezes vem do desejo de aumentar o status social ou a satisfação pessoal. Além disso, a pessoa passa a ter pensamentos constantes sobre jogos.


Ambos os tipos apresentam sinais de alerta, como passar muito tempo jogando, ansiedade quando não estão jogando, e impactos negativos nas relações pessoais e profissionais.


Sinais e sintomas: quando o jogo vira um problema


Alguns sintomas físicos podem aparecer, mas nem sempre é fácil identificar que decorrem do vício em jogos.


A maioria das pessoas acredita que está passando por outros problemas como estresse, ansiedade ou cansaço geral.


É comum haver dores musculares devido à má postura enquanto joga, dores de cabeça e abstinência ao ser afastado do jogo ou da possibilidade de jogar, como agressividade e irritabilidade. 


Além disso, outros sintomas são a ansiedade por não estar jogando e mentir sobre a quantidade de tempo que passa jogando.


Em muitos casos, familiares e amigos percebem que algo está errado quando observam os seguintes sinais:


  • Perda do controle ou dificuldade em controlar o tempo gasto jogando.

  • Pensamentos constantes sobre os jogos, mesmo quando não se está jogando.

  • Ansiedade ou irritabilidade quando não pode jogar.

  • Impacto nas atividades diárias, como o desempenho escolar ou profissional, relacionamentos e outras atividades de lazer.

  • Isolamento social para passar mais tempo jogando sozinho.

  • Dores de cabeça, visão turva e problemas de sono.

  • Negligência de saúde e higiene pessoal, como não se alimentar bem, não dormir o suficiente, e não fazer exercícios.


Dependência emocional, pois o jogo se torna fonte de conforto e felicidade, e a pessoa pode se sentir desconfortável ou ansiosa por não estar jogando.


Causas do vício em jogo: por que algumas pessoas são mais suscetíveis?


Em geral, as pessoas ficam viciadas em jogos sem perceber por que são atraídas pela emoção e pela ação do jogo.


Além disso, a falta de consciência dos perigos associados ao jogo pode nos levar a subestimar os riscos do vício. 

Muitos pensam que têm o controle, mas, na verdade, estão gradualmente se tornando cada vez mais dependentes.


Diferença entre jogar por hobby e vício compulsivo


Jogar por hobby é uma atividade realizada de forma consciente e controlada, que traz prazer e entretenimento sem interferir em outras áreas da vida. 


Por outro lado, o vício compulsivo é caracterizado pela necessidade extrema e descontrolada de repetir uma ação, mesmo consciente dos prejuízos à saúde e bem-estar.


Uma pessoa que joga por hobby ou faz isso de forma equilibrada, reserva tempo para outras atividades e controla a frequência e duração do jogo.


Já o vício compulsivo pode levar a negligência de responsabilidades, compromissos e relacionamentos em prol do jogo.


Tratamento e recuperação para o vício em jogo


Prevenir e tratar o vício em jogos é essencial para manter uma vida equilibrada e saudável. 

A baixo seguem estratégias importantes a serem consideradas para prevenção:


Prevenção do Vício em Jogos:


  • Defina limites de tempo e dinheiro para jogar e seja rigoroso em cumpri-los.

  • Garanta que jogar seja apenas uma das muitas atividades de lazer em sua vida. Invista em hobbies, esportes e tempo com a família e amigos.

  • Informe-se e conscientize sobre os riscos do vício em jogos.

  • Fique atento aos primeiros sinais de problema, como jogar por longos períodos, gastar muito dinheiro ou ignorar responsabilidades.

Tratamento do Vício em Jogos:


Quando o vício já se estabeleceu, medidas de tratamento devem ser adotadas:


  • Procure ajuda, psiquiatras e terapeutas pode sugerir programas de tratamento adaptados às suas necessidades.

  • Participe de grupos de apoio para ter suporte emocional e compartilhar experiências.

  • O profissional da saúde pode indicar a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), que ajudará a modificar os padrões de pensamento e comportamento relativos ao vício em jogos.

  • Muitas vezes, o vício em jogos vem acompanhado de outros problemas, como depressão ou ansiedade. Tratar essas condições é fundamental.


É importante deixar claro que a recuperação é um processo gradual e contínuo, que exige comprometimento e apoio de todos.


Como saber se uma pessoa tem vício em jogo?


Essa é uma pergunta complexa, nem sempre gamers ou pessoas que fazem dos jogos parte importante de sua rotina tem vício em jogo ou são dependentes.


Para um diagnóstico preciso é necessário se atentar a outros fatores, como padrões de comportamento agressivos ou alterações bruscas de humor.


Além dos sintomas já mencionados, é recomendado que a pessoa visite um profissional de saúde para uma avaliação mais assertiva.

Só assim será possível garantir que o tratamento e as medidas de intervenção tragam resultados efetivos.


Se você gostou desse conteúdo, te convidamos a visitar nosso blog e ficar por dentro de outros assuntos sobre saúde mental.







78 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page