top of page
  • Foto do escritorRochelle Affonso Marquetto

Ansiedade Tem Cura? Veja quais são os tratamentos


ansiedade tem cura

Se você busca saber se a ansiedade tem cura, provavelmente está sofrendo com os sintomas ou conhece alguém que passa por essa condição.


Embora a cura completa possa não ser sempre possível, existem tratamentos que controlam e amenizam essas sensações para que você leve uma vida mais tranquila e equilibrada.


É bom ressaltar que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem uma taxa de 9,3% da população diagnosticada com esse transtorno. 


No artigo a seguir, queremos te ajudar a entender o que pode ser feito para tratar a ansiedade. 


Acompanhe as opções e encontre a melhor maneira de recuperar seu bem-estar!


O Que é Ansiedade?


A ansiedade é uma reação natural do nosso corpo diante de situações que apresentem obstáculo ou perigo.


Imagine que você está prestes a apresentar um projeto importante ou tem uma entrevista de emprego. Esse "frio na barriga" é a ansiedade agindo naturalmente. 


No entanto, vale dizer que quando a ansiedade se torna frequente ou muito forte, ela vira um transtorno que pode afetar várias áreas da sua vida, como trabalho, relações pessoais e até sua saúde física.


Tipos de Ansiedade


Existem vários tipos de ansiedade, cada um com suas características. Alguns são mais leves e quase todos nós vivenciamos algum grau de ansiedade antes de um evento importante. 


Quando a ansiedade se torna excessiva e interfere no dia a dia, pode ser integrada em diferentes tipos. Vejamos:


Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG)


O TAG é caracterizado por momentos de preocupação e medo excessivo sobre uma variedade de assuntos. 


Exemplo: Preocupar excessiva com o desempenho no trabalho, mesmo quando tudo está indo bem, ou ficar preocupado pela saúde de um ente querido, mesmo quando não há motivos reais para isso.


Transtorno de Pânico


O transtorno de pânico é marcado por ataques de pânico fortes e repentinos, geralmente acompanhados de sintomas físicos como lesões cardíacas, sudorese e tremores. 


Exemplo: Ter um ataque de pânico ao dirigir em uma rodovia, mesmo não tendo perigo iminente, ou não entrar num elevador, com medo de ficar preso, mesmo que ele esteja funcionando normalmente.


Fobias Específicas


As fobias específicas são caracterizadas pelo medo intenso ou irracional de objetos ou situações específicas, como animais, altura ou espaços fechados. 


Exemplo: Entrar em pânico ao ver um cachorro, uma aranha, ou outro animal mesmo que inofensivos, ou evitar viajar de avião, mesmo que seja necessário para o trabalho.


Transtorno de Ansiedade Social


O transtorno de ansiedade social é caracterizado pelo medo ou evitação de situações sociais, com preocupação excessiva sobre ser julgado ou humilhado pelas outras pessoas.


Exemplo: Evitar festas ou eventos sociais, com medo de não saber se comportar adequadamente, ou ter dificuldade em falar em público ou fazer apresentações, com medo de serem mal avaliado.


Esses são alguns dos principais tipos de ansiedade e apenas alguns exemplos práticos de como eles podem afetar a vida das pessoas. 



terapia online valor

Quais os Sintomas da Ansiedade?


Os sintomas costumam variar bastante, mas geralmente incluem:


  • Boca seca

  • Falta de ar

  • Braços dormentes

  • Náuseas e diarreia

  • Problemas digestivos

  • Calafrios, suor e tremores

  • Taquicardia e dores no peito

  • Respiração acelerada e falta de ar

  • Tontura

  • Sudorese

  • Ondas de calor e frio

  • Palpitação

  • Tensão muscular

  • Dor ou abertura no peito

  • Náuseas

  • Insônia


É importante reconhecer esses sinais, pois eles indicam quando a ansiedade está começando a ficar fora de controle.


Tratamentos para Ansiedade


Quando falamos em tratar a ansiedade, é necessário entender que o tipo de tratamento vai depender de quão intensa ela é e de suas características particulares. 

Vamos ver quais são as opções mais comuns:


Medicamentos


Tomar remédios pode ser parte do tratamento, mas sempre com orientação médica. Os medicamentos ajudam a controlar os sintomas físicos e emocionais da ansiedade.


Psicoterapia


Conversar com um psicólogo ajuda muito. É um espaço seguro para entender seus sentimentos e aprender a controlar a ansiedade de forma saudável.


Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)


Esse tipo de terapia ajuda você a identificar e mudar pensamentos negativos que causam ansiedade, ensinando formas práticas de melhorar seu dia a dia.


Terapia de Redução do Estresse com Base na Atenção Plena


Essa é uma abordagem que utiliza técnicas de meditação e atenção plena para ajudar a pessoa a se concentrar no presente e ajuda a reduzir a preocupação constante.


Hipnoterapia


A hipnoterapia utiliza métodos de relaxamento profundo para alcançar um estado de consciência onde é possível trabalhar diretamente com a mente inconsciente para gerenciar a ansiedade.


Terapia Interpessoal


Essa terapia foca nas relações pessoais e como elas influenciam o seu estado emocional. Ela ajuda a melhorar a interação com outras pessoas.


Psicoterapia Psicodinâmica Focada em Pânico


Especialmente para quem sofre de ataques de pânico, essa terapia se aprofunda nas raízes emocionais do transtorno para encontrar soluções efetivas e duradouras.


Psicoterapia de Apoio


Oferece suporte emocional e ajuda a fortalecer a autoestima e as capacidade de enfrentamento da ansiedade.


Terapia Ocupacional


Te ajuda no engajamento com atividades produtivas e satisfatórias que melhoram a qualidade de vida e reduzem a ansiedade.


Cada uma dessas opções pode ser adaptada ao que você precisa. O mais importante é procurar ajuda e começar a tratar a ansiedade para viver melhor.


Conclusão


Agora que você entende um pouco mais sobre ansiedade, lembre-se: apesar de não ter cura, ela pode ser tratada e controlada.


Falar sobre o que você sente é o caminho seguro para a recuperação. E então, pronto para dar esse passo? Agende sua consulta aqui na Pontual Psiquiatria e viva uma vida mais tranquila, bem longe da ansiedade.



5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page