• Redator | Pontual

Depressão na gravidez: quais os principais sintomas, fatores de risco e tratamentos

Entenda quais são os principais sintomas da depressão na gravidez, fatores de risco e possíveis tratamentos




Gravidez e depressão


Considerado um dos momentos mais felizes na vida da mulher, a gravidez para algumas mulheres é também um momento de confusão, medo e estresse.


A mudança dos hormônios faz com que a mulher tenha flutuações de humor, com crises de choro e sensibilidade à flor da pele. Tudo isso é considerado normal, porém, algumas podem ser mais sensíveis a estas sensações, podendo evoluir para um quadro de depressão.


Estudos apontam que a frequência dos quadros psiquiátricos durante a gravidez é semelhante a outras etapas da vida reprodutiva, sendo que 15%-25% das mulheres apresenta sintomas compatíveis com depressão gestacional.


Alguns sintomas da depressão, como alterações do sono, disposição, apetite e diminuição ou perda da libido são sintomas comuns durante a gravidez e por isso muitas gestantes que estão deprimidas não procuram ajuda, ficando sem diagnóstico e sem um tratamento adequado.


No post de hoje vamos te ajudar a entender os principais sintomas de depressão na gravidez, fatores de risco e ainda possíveis tratamentos para enfrentar de uma melhor forma esta fase. Vamos lá?


Sintomas da depressão na gravidez


Problemas para se alimentar e para dormir. Comer demais ou não comer nada, sonolência excessiva ou insônia. A libido diminui e a energia vai lá embaixo.


Estes são alguns sintomas comuns das mudanças hormonais das mulheres durante o período gestacional:


- Sentimentos depressivos, tristes (na maior parte do dia, quase todos os dias, por no mínimo duas semanas;


- Perda de interesse e/ou prazer em atividades que normalmente gosta;


- Falta de energia, fadiga;


- Inquietude, ansiedade;


- Sentimento de culpa;


- Distúrbios do sono (insônia, ou dormir demais);


- Distúrbios de apetite (come demais ou de menos);


- Dificuldade de concentração;


- Pensamentos de morte.


Os sintomas se diferenciam de pessoa para pessoa, isso tudo depende da frequência com que eles ocorrem, sua intensidade e a interferência com sua funcionalidade.


Causas da depressão na gravidez


No mundo, cerca de 70% das mulheres apresentam algum tipo de queixa ansiosa ou depressiva na gravidez. De acordo com o artigo cientifico do Journal Psicologia e Saúde a prevalência de depressão maior na gravidez varia de 10 a 16%, sendo que 25% das depressões pós-parto têm início na própria gestação.


Os principais fatores de risco identificados são: história anterior de depressão, dificuldades financeiras, baixa escolaridade, desemprego, baixo suporte social, uso de substâncias psicoativas e violência doméstica. Se a gravidez foi indesejada, o risco é ainda maior.


É possível que mulheres que não possuem nenhuma destas condições, mesmo assim desenvolvam depressão gestacional, isso depende das características individuais de cada pessoa e da influência de outros fatores como sua predisposição genética e sua interação com o ambiente.


Tratamentos para depressão durante a gravidez


Se você sente que está sofrendo de depressão procure ajuda. Para começar, o melhor é que você converse com seu médico (a), mesmo que esteja passando pelos sintomas de altos e baixos da gravidez e principalmente se eles perdurarem por duas semanas ou mais.


Se você sentir a maioria dos sintomas procure ajuda imediatamente. No caso de diagnóstico de depressão, você poderá realizar algum tratamento de psicoterapia isolada e em alguns caso pode ser necessário associar com antidepressivos.


Cada vez mais pesquisas apontam que mulheres com quadros de depressão gestacional moderada a grave, podem fazer uso de medicações antidepressivas de forma segura, e com potenciais benefícios para a dupla mãe-filho.


Também existem casos de extrema gravidade como a depressão gestacional psicótica, que pode ser tratada de forma precoce e eficaz através da Electroconvulsivoterapia.


Se você está grávida e sente muitos dos sintomas citados acima nos procure!

Basta entrar em contato com o número abaixo!

Quer conversar um pouco mais?

Nos contate para falar com um de nossos profissionais! Estaremos aqui

para uma avaliação correta e respeitosa!


Aqui você encontra conteúdos sobre o universo da saúde mental,

argumentando com dados científicos e concisos.

Nosso objetivo é acima de tudo trazer informação e a importância de

cuidar da sua saúde mental com muito carinho.






18 visualizações0 comentário
CTA-whatsapp-bt-500x.png